Ensinamentos de Meishu Sama: Boatos

Um dia, um mamehito bastante qualificado me procurou dizendo que fulano andava espalhando boatos contra sicrano. Tinha vindo até mim para esclarecer o mal-entendido. Respondi-lhe que, naquele momento, estava empenhado na grande tarefa de salvação da humanidade. Precisava, por isso, aproveitar ao máximo o meu tempo. Pedi-lhe, então, que só me falasse de problemas relacionados ao trabalho na Obra Divina. Ele ficou muito assustado com a minha colocação, reverenciou-me e se retirou imediatamente.

Ainda hoje continuam acontecendo comédias que não provocam risos, semelhantes a essa que acabo de relatar.

Como dia a dia o fim do mundo fica mais próximo, Deus quer salvar a maior parte da humanidade. Está, por isso, através de mim, manifestando a sua grande misericórdia. Contudo, enquanto as pessoas continuarem preocupadas apenas em defender os seus interesses particulares, torna-se difícil saber o que elas realmente pensam sobre a fé.

É também muito freqüente serem encontrados vários mamehito agindo como esse que veio procurar-me. Tendo eu, com apenas uma palavra, tocado no ponto vulnerável do problema que o estava preocupando, pude alertá-lo. Na verdade, quis lhe mostrar não só a preciosidade do meu tempo, mas também o quanto desejaria que o dele fosse usado da melhor maneira possível. Recomendei-lhe, por isso, que lesse os Ensinamentos ao invés de ficar fazendo fofocas.

Meishu Sama – Evangelho do Céu vol. II – Sabedoria, p. 133 – Lux Oriens Editora

Similar Posts